Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018
Jogada de classe! Coluna Daniel Damasio

JOGADA DE CLASSE – PARA DESAPRENDER FUTEBOL

Daniel Damásio trás a sua opinião diante o futebol Sergipano!

Publicada em 26/03/18 às 14:27h - 105 visualizações

por Daniel Damásio


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Portal Web Rádio União de Sergipe)
Admiro as tiradas inteligentes dos comentaristas esportivos de rádio. Em um deles, o ótimo gaúcho Roberto 'Pato' Moure propôs uma 'Universidade Para Desaprender Futebol', metáfora que usou, na certa, como desaprovação à insurgência de certos treinadores medalhões contra o estilo moderno de futebol; mais estudado, praticado, meticuloso, estratégico, com um quê de ciência sem perder o quê de barroco, a qualidade técnica, o drible, o toque de pé-em-pé. Em suma: o que se vê desde os gols da Alemanha na Copa. E nem é preciso dizer que, justamente, os medalhões insurgentes não entraram na 'vibe'. E dá no que dá.

O 'tiki-taka' que divide devotos e detratores, e é redivivo em barcelonas, grêmios e flamengos de tempo em tempo, aparece no 'xadrez com os pés', conforme na descrição de um escritor francês (segundo descrição do genial Eduardo Galeano) como algo bem diferente de "um passatempo de escolares", onde o futebol se joga aos chutões e passes mal trocados.

E o porquê de toda essa minha delonga? Por causa de um debate pertinentemente repercutido em grupos de Whatsapp, sobre a preliminar do último clássico Sergipe x Confiança, pelo Sergipão Sub-19: 

- "O Brasil todo tá difícil de se ver futebol, mas esses meninos de Sergipe tá dmais cara (sic), não ficam 30segundos c a bola (sic). Não dão 4 passes seguidos, os mlks (sic) não conseguem conduzir a bola nem por 10 metros, dominam a bola de forma errada e p direção errada (sic), optam por dá o passe p o jogador errado (sic), Não conseguem fazer marcação sem fazer falta, se posicionam errados em campo, são impaciente (sic), quando estão c a bola (sic), enfim jogo horrível (sic)"

- "Uma crítica de um profissional do futebol em São Paulo, o maior centro de futebol de base do Brasil. O Confiança mereceu vencer, mas, precisa melhorar muito. Na verdade os melhores atletas querem jogar no Sergipe e Confiança, salvo exceção equipes como Lagarto e Olímpico devido seus patrocinadores. Mas, precisam melhorar o extra-campo, muitos desses jovens são jogadores de futebol e não ATLETAS! Ser atleta é um estilo de vida, não reclama dos finais de semana (geralmente querem farras, festas, etc..), se cuida! (sic) Aí onde entram os pais e suas orientações, que é fundamental para que realmente esse atleta possa evoluir e tornar-se um profissional (sic)".

Nada a replicar, tudo a bater com o que vi - já que bem-aventurados são os que atingem a maturidade de "ver o futebol com os olhos" (olha um outro ótimo gaúcho aí: Guerrinha). Narrei o jogo a qual se referiram e foi exatamente isso. Foram tantas faltas que perdi as contas, já no primeiro tempo, e os jogadores mal se conectavam em passes e construções de jogadas. Sim, há o que pese o esdrúxulo horário das 13h00, o calor, o cansaço, a rivalidade, a pressão, a decisão de vagas, a estrutura do (pobre) futebol sergipano e outros poréns. 

Mas o porém mesmo é que esses pesos poderiam ser melhor controlados, com maturidade, inteligência e cabeça aberta de todos: dirigentes, treinadores e os próprios atletas, que já são grandinhos bastante para saberem do produto com o que está trabalhando. Facilidade e tempo para aprender futebol de fato - e não tem nada a ver com saber ou não chutar uma bola - são o mesmo em quando eles encontram nos cliques de lives, instagrams e whatsapps. 




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (79)9-9851-9301

Visitas: 30934
Usuários Online: 8
Copyright (c) 2018 - Portal Web Rádio União de Sergipe